Vila Itoupava (Apresentação do Trabalho).

maio 29, 2011 às 4:03 pm | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário
Tags: ,

Ocorreu neste sábado 28/05/2011 a apresentação a comunidade da Região da Vila dos trabalhos  de pesquisa realizados nos Cemitérios daquela localidade. A apresentação contou com a participação  de diversas pessoas da comunidade.

A seguir fotos e vídeo da apresentação do resultado da pesquisa: Lugares de antepassados, lugares de história: inventário de cemitérios de imigrantes em Vila Itoupava, Blumenau – SC

 

O Grupo Interditus Agradece a todos que ajudaram na realização desta pesquisa em especial, as comunidades  e lideranças dos cemitérios pesquisados, a Funerária Haas, ao Cemitério São José, Fundação de Cultura de Blumenau.

Fotos apresentação

maio 20, 2011 às 12:16 am | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Primeira apresentação dos trabalhos realizados pelo Grupo Interditus nos cemitérios da Vila Itoupava.

Abaixo fotos do evento:

Convite

maio 10, 2011 às 11:27 pm | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

O Grupo de Estudos Cemiteriais Interditus, convida para a apresentação da pesquisa:

“Lugares de antepassados, lugares de história: inventário de cemitérios de imigrantes em Vila Itoupava, Blumenau – SC

Dia: 11/05/2011

Horário: 19h30min

Local: Auditório do Cemitério São José –  Endereço: Rua São José,419 – Centro – Blumenau

cemiteriosaojose@terra.com.br

Cicloturismo

abril 5, 2011 às 12:39 am | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário
Tags: , ,

Um grupo de cicloturistas, visitaram o cemitério Luterano do Centro em Blumenau  no dia 2 de abril.

Esta visita se deu pelo motivo da data de aniversário do Pesquisador Fritz Muller.

Foto Jonathan Jünge, Caminhos do Sertão

Caminhos do Sertão: http://www.caminhosdosertao.com.br/

Novos Trabalhos

março 24, 2011 às 6:47 pm | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

O cemitério São José – Memorial Ecumênico São Francisco de Assis – que irá comemorar 150 em 2015 mostrou interesse em realizar uma pesquisa e levantamento patrimonial em parceira com o grupo Interditus.

O jornal de Santa Catarina noticiou:

“Século e meio
Com o advento dos crematórios, os cemitérios morrerão. É uma questão de tempo. Mas cemitérios contam histórias. O São José, de Blumenau, firmou parceria com historiadores especializados com o objetivo de lançar, em março de 2015, um livro contando sua história de 150 anos.

Isto se o mundo não acabar em 2012, como foi previsto pelos Maias.”

http://www.clicrbs.com.br/jsc/sc/impressa/4,183,3250348,16750

Texto Original Blog da orientadora do Grupo Interditus Historiadora, Eliana Castro Trilha  : http://elisianacastro.wordpress.com/

Pré-Apresentação.

março 19, 2011 às 10:13 pm | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário
Tags: , ,

Hoje (19/03/2011) nas dependências do cemitério São José, foi feito uma pré-apresentação dos trabalhos realizados com os levantamentos na Região da Vila Itoupava.

Logo os trabalhos de levantamento serão finalizados e será feita a entregue dos resultados a comunidade.

Apresentação do trabalho que esta sendo realizado pelo Grupo Interditus.

 Durante a visita também foi apresentado ao Grupo Interditus o crematório construído nas dependências do Cemitério, que aguarda regulamentação.

Vista de Blumenau

Cemitérios da Vila Itoupava são inventariados

novembro 13, 2010 às 9:27 pm | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Reportagem no Jornal de Santa Catarina: http://www.clicrbs.com.br/jsc/sc/impressa/4,186,3107638,15891

HISTÓRIA 13/11/2010

Cemitérios da Vila Itoupava são inventariados

BLUMENAU – Preservar o patrimônio histórico é fundamental para que a comunidade estabeleça uma relação com sua história. Com base neste princípio, o Fundo Municipal de Cultura e a Fundação Cultural promovem um inventariamento dos cemitérios da Vila Itoupava. O projeto Lugares de Antepassados, Lugares de História: inventário de cemitérios de imigrantes em Vila Itoupava, prevê o levantamento das características dos túmulos, por meio de imagens e descrição, para que sejam feitas ações em prol da preservação deste patrimônio funerário. Inicialmente, o trabalho permitirá o conhecimento das características dos bens culturais e estado de conservação. O próximo passo será o tombamento e as restaurações.

O inventário começou este mês com o levantamento do Cemitério do Centro e a previsão de encerramento é para março de 2011, quando mais cinco cemitérios serão registrados. Segundo a diretora do Departamento Histórico Museológico de Blumenau, Sueli Petry, o conhecimento dos bens imateriais servirá como relevante registro da cultura e poderá fomentar o uso destes espaços como rotas culturais. Nestes cemitérios estão famílias que participaram da história da cidade e também estão retratadas as diversas classes sociais que podem ser vistas nas edificações tumulares:

– Os cemitérios não são mais locais de sentimentos de perda, mas espaços nobres que merecem visitação.

A historiadora e coordenadora do Grupo de Estudos Cemiteriais de SC e do inventário dos Cemitérios da Vila Itoupava, Elisiana Trilha Castro, acrescenta que este levantamento pretende acompanhar as mudanças dos usos e costumes funerários e levantar elementos da religiosidade e da formação da cidade. Para ela, os cemitérios são arquivos da memória familiar e local. Após o inventário da Vila Itoupava, a intenção do grupo liderado por Elisiana, mestre em Arquitetura e Urbanismo (UFSC) e doutoranda em História (UFSC), é estender o trabalho para outros bairros.

MORGANA MICHELS|Especial/Santa

PRIMEIRAS DESCOBERTAS
No levantamento do Cemitério do Centro, o primeiro a passar pelo inventário na Vila Itoupava, já foram encontradas características relacionadas com os cemitérios de comunidades teuto-brasileiras (de influência germânica). Eles apresentam elementos da postura funerária encontradas em áreas de imigração alemã, como poucas imagens de santos e alegorias, o uso de epitáfios em alemão, a inscrição do sobrenome de solteira em sepultamentos femininos e poucos mausoléus.

 

Pesquisa de Campo.

novembro 9, 2010 às 11:03 pm | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Neste Domingo  7/11/2010 o Grupo INTERDITUS saiu a campo para fazer o levantamento do Cemitério da Vila Itoupava.

Com cerca de pouco mais de 400 tumulos, este cemitério é o maior já feito o levantamento pelo grupo.

 

Cemitério Vila Itoupava.

Nas lápides, a história dos colonizadores

novembro 6, 2010 às 10:47 am | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Matéria no Jornal de Santa Catarina (Link) de 02/11/2010

Que contou com a participação da coordenadora do Grupo INTERDITOS, Elisiana Trilha Castro…

Segue matéria:

Nas lápides, a história dos colonizadores

Hoje também é dia de valorizar os imigrantes que colonizaram a cidade. Roteiro histórico no Cemitério Luterano do Centro ainda é pouco conhecido no Vale

Nos caminhos de paralelepípedos, não há sujeira no chão e as copas das árvores criam sombras sob as quais circulam os visitantes. Os túmulos estão floridos. O mármore, lustrado. O silêncio no alto do morro é quebrado apenas por uma ou outra ave que se abriga nos galhos. O tempo já apagou epitáfios das lápides mais antigas, construídas a partir de 1857, quando o Cemitério da Igreja Luterana, no Centro, foi inaugurado. Esculturas intactas e jardins cuidadosamente aparados contam um século e meio de existência que se confunde com a história de Blumenau. Ali estão o naturalista Fritz Müller, Edith Gaertner, sobrinha do fundador Doutor Blumenau, e personalidades como Curt Hering e Pastor Oswaldo Hesse, que batizam ruas.

O cemitério reúne curiosos e estudantes interessados em conhecer um pouco mais sobre o passado do município. Mas a exploração turística do local ainda é tímida. A Igreja Evangélica de Confissão Luterana do Espírito Santo e o cemitério constam do roteiro oficial de Blumenau, distribuído aos agentes de viagem. O material de divulgação conta que no local estão os corpos de imigrantes colonizadores da cidade e dos descendentes luteranos que chegaram nos primeiros 25 anos da província. Só depois é que começaram a aparecer as levas de católicos na região, principalmente italianos.

Pesquisadores defendem apoio público e da comunidade na valorização histórica

Mas o valor histórico não atrai tantos visitantes quanto se gostaria. O guia de turismo Renato Pereira, que recebe em média seis ônibus de excursão por mês, conta que a maioria limita a visita à igreja. E, os poucos que pedem para ver os túmulos, o vão em busca de Fritz Müller, conhecido por suas pesquisas sobre flora e fauna, além de nutrir amizade com Charles Darwin, pai da evolução das espécies. O pastor Breno Willrich não descarta a possibilidade de valorizar mais o local. Alega, no entanto, que a oportunidade precisa ser discutida primeiro entre os membros da igreja, o que nunca foi feito.

O cientista social e pesquisador Adalberto Day sugere que os gestores públicos intervenham. Day defende que o trabalho de divulgação seja mais intenso junto às escolas de Ensino Fundamental.

– Observando o cemitério é possível perceber muito da cidade, costumes e práticas culturais dos imigrantes. Visitar o cemitério é um encontro individual com o passado – avalia a mestre em Arquitetura e Urbanismo e doutoranda em História Elisiana Trilha Castro, que se especializou em patrimônio funerário.

Com o conhecimento de quem pesquisou mais de 100 cemitérios da região e integra a Associação Brasileira de Estudos Cemiteriais, Elisiana defende que é fundamental valorizar estes espaços, a partir da visitação e do cuidado da própria comunidade, também para lembrar os anônimos que ajudaram a construir a cidade que vivemos hoje.

MORGANA MICHELS|Especial/Santa

Inauguração Jazigo do Cônsul Carlos Renaux.

outubro 18, 2010 às 10:22 pm | Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

No domingo, 17 de outubro, após  Passar por uma restauração o Jazigo do Cônsul Carlos Renaux em Brusque foi entregue. O grupo INTERDITUS esteve presente, onde participou da missa em homenagem ao cônsul.

Após isto o grupo foi conhecer o cemitério Luterano de Brusque.

Próxima Página »

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.